Poder das crianças | O Projeto Infância Transformadora | UNICEF

Agência

Poder das crianças

A maioria das crianças não tem direito de votar, mas elas podem fazer suas vozes serem ouvidas de outras maneiras. Quem está ouvindo?

Conduzimos uma pesquisa entre jovens de 15 a 24 anos e adultos com mais de 40 anos em 21 países para explorar como a infância está se transformando.

Leia mais sobre a pesquisa
Você acha que é importante para os políticos ouvir as vozes das crianças ao tomar decisões?

Responda à pergunta acima para saber mais sobre a natureza transformadora da infância.

Voltar à questão

Em média, a maioria dos jovens acredita que é muito importante que as vozes das crianças sejam ouvidas.

Isso não é muito surpreendente, mas acontece que pessoas mais velhas tendem a concordar com elas!

% de pessoas com mais de 40 anos que acreditam que é muito importante que os líderes políticos ouçam as crianças ao tomar decisões
Países de alta renda
47%
Países de renda média-alta
67%
Países de baixa renda
60%

Os países em desenvolvimento têm a mais ampla maioria expressando apoio aos líderes políticos que ouvem as crianças.

Faz muito sentido ouvir as vozes das crianças no mundo em desenvolvimento, onde as crianças representam uma parcela maior da população.

Em países de renda baixa e média-baixa, 48% da população é composta por crianças. Em média, 60% dos adultos com mais de 40 anos dizem que é muito importante que os políticos ouçam as crianças nesses países.

Em contraste, nos países de alta renda, apenas 20% da população é composta por crianças. Em média, 47% das pessoas mais velhas nesses países dizem que é muito importante que os políticos ouçam as crianças.

% de pessoas com mais de 40 anos dizem que é muito importante que os políticos ouçam as crianças ao tomar decisões100%
Bangladesh30%Nigéria94%
0%

Entre as pessoas mais velhas, vemos o maior apoio aos políticos que ouvem as crianças na Nigéria…

… e no Zimbábue. Em ambos os países, metade da população é composta por crianças.

Como podemos encorajar os políticos a prestar mais atenção às vozes dos jovens?

Compartilhe esta história

Saiba mais sobre este aspecto de como a infância está se transformando.

AgênciaLivre para ser jovem