Cidadãos globais | O Projeto Infância Transformadora | UNICEF

Globalização

Cidadãos globais

Quem se identifica mais em ser um cidadão global?

Conduzimos uma pesquisa entre jovens de 15 a 24 anos e adultos com mais de 40 anos em 21 países para explorar como a infância está se transformando.

Leia mais sobre a pesquisa

Uma parcela significativa de jovens afirma que se identifica mais em fazer parte do mundo.

Isso é, em parte, um reflexo da explosão da internet e um senso crescente de conexão ao redor do mundo.

% que usam a Internet e que mais se identificam em fazer parte do mundo
40%
33%
Todos os diasNão todo dia

Com certeza, aqueles que usam a internet todos os dias são mais propensos a dizer que se identificam como um cidadão global do que aqueles que nunca usam a internet.

% dos que dizem que se identificam mais em fazer parte do mundo
36%
40%
RuralUrbano

Da mesma forma, aqueles que vivem em cidades ou vilas são mais propensos a dizer que se identificam como cidadãos globais.

Em comparação com os jovens, que parcela dos adultos com mais de 40 anos se identifica como cidadãos globais?

Responda à pergunta acima para saber mais sobre a natureza transformadora da infância.

Voltar à questão

Em média, apenas 22% das pessoas mais velhas dizem que se identificam mais em fazer parte do mundo — cerca de metade da proporção de jovens.

Olhando para todos os 21 países, as pessoas têm cerca de 1% menos probabilidade de se identificar como cidadãos globais a cada ano adicional de idade.

Essa descoberta é uma das mais significativas do nosso projeto.

Isso reflete uma mudança profunda na maneira como as pessoas pensam sobre si mesmas e a qual comunidade elas mais se afiliam.

À medida que o mundo se torna cada vez mais conectado, o espírito de cidadania global continuará a crescer a cada geração?

Compartilhe esta história

Saiba mais sobre este aspecto de como a infância está se transformando.

GlobalizaçãoOnde você chama de casa